Melanina – Uma Chave Para Liberdade – Capítulo XIII – Richard King, M.D –

Melanin - Key To Freedom - capa xxxxxxx capa mela


Melanina– Uma Chave Para a Liberdade –
por Richard King M.D. –
pg. – 53 – 55 –
Molécula de Melanina e Propriedades Estruturais
para a Recepção de Luz Visível e Luz Ultra-Violeta

            Molécula de Melanina e Propriedades Estruturais
para a Recepção de Luz Visível e Luz Ultra-Violeta

UM ESTUDO DA HISTÓRIA AFRICANA ANTIGA REVELA UMA ANTERIOR DEFINIÇÃO AFRICANA DO SISTEMA DE MELANINA HUMANA COMO UM INTEIRO PRETO CORPO SISTEMA DE MELANINA [A WHOLE BODY BLACK MELANIN SYSTEM] QUE SERVE COMO O OLHO DA ALMA PARA PRODUZIR VISÃO INTERIOR, VERDADEIRA CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL, GÊNIO CRIATIVO, VISÃO BEATÍFICA, PARA TORNAR-ASE SEMELHANTE A DEUS, E PARA MANTER CONVERSAÇÃO COM OS IMORTAIS (ANCESTRAIS). 

O PROPÓSITO DA ANTIGA EDUCAÇÃO AFRICANA ERA PEROPORCIONAR O CONHECIMENTO E DESENVOLVIMENTO DA VONTADE DO ESTUDANTE QUE PERMITIA A SALVAÇÃO (LIBERDADE) DA ALMA DOS GRILHÕES (CORRENTES) DO CORPO FÍSICO.
(George James, Legado Roubado, Capítulo 3, U.B. & U. S. Communications Systems).

MELANINA É O QUÍMICO DA VIDA, O QUÍMICO DA ALMA, UMA PORTA DE TRANSFORMAÇÃO ATRAVÉS DA QUAL AS  ONDAS DE ENERGIA DOS SANTOS ALMA, ESPÍRITO E MENTE PASSAM PARA TOMAR FORMA COMO O CORPO PRETO.

ANTIGOS AFRICANOS EM KEMIT (EGITO) VIAM TODOS OS CONTEÚDOS DO AMENTA (O SUBMUNDO = INCONSCIENTE PESSOAL [MENTE]. SUPER CONSCIENTE [ALMA], INCONSCIENTE COLETIVO [ESPÍRITO] COMO PRETOS AZEVICHE NA COR [JET BLACK IN COLOR].
(Piankoff, Alexandre, The Shrines of Tutankhamun)

Talvez possamos ESTUDAR, APRECIAR e REFLETIR sobre os escritos de nossos ANCESTRAIS ​​como eles aparecem nos GRANDES LIVROS de KEMET antiga (TEXTOS DAS PIRÂMIDES, TEXTOS DOS SARCÓFAGOS, LIVRO DA REVELAÇÃO PELO DIA [LIVRO EGÍPCIO DOS MORTOS]).

Estes antigos textos africanos contêm verdadeiros MAPAS MENTAIS para guiar o movimento da VIDA (LUZ), através da transformacional PORTA DA “COISA FINA” (MELANINA) entre os diferentes reinos da VIDA (LUZ).

[These ancient African Texts contain actual MIND MAPS for guiding the movement of LIFE (LIGHT) through the transformational “FINE STUFF” (MELANIN) DOOR between the different realms of LIFE (LIGHT)]

EXISTEM MUITAS FORMAS DE LUZ QUE ATINGEM A SUPERFÍCIE DE NOSSO PLANETA, TAIS COMO LUAR, E MUITAS FORMAS DIFERENTES  DE LUZ ESTELAR [STAR LIGHT] (BURACOS NEGROS CENTRO GALACTICO, [CENTER GALACTIC BLACK HOLES], ESTRELAS DE NEUTRONS,  GIGANTES VERMELHAS [RED GIANTS], PULSARES, QUASARES), RADIAÇÃO DO NASCIMENTO ORIGINAL DESTA DIMENSÃO DO UNIVERSO FÍSICO [O BIG BANG] E A LUZ (VIDA) DO NOSSO SOL.
EXISTE TAMBÉM UM ETERNO INTERNO SOL QUE SUPORTA TODAS AS DIMENSÕES DE TODOS UNIVERSOS.

No que diz respeito à luz do sol de nosso sistema solar Cesarini escreveu, (Cesarini, J., eventos foto-induzidos no sistema Melanocítico humano: foto-agressão e foto-proteção [Photo-induced events in the human Melanocytic system: hpotoagression and photoprotection], pesquisas com pigmento celular [Pigment cell Research], 1: pp. 223-233, 1988) “A distribuição de energia espectral da luz solar é contínua, estendendo-se de Raios-X até ondas de rádio.
Ela tem sido dividida em regiões de comprimento de onda [wavelength regions], com base em efeitos biológicos bem reconhecidos, correspondentes às absorções pelos cromóforos em bandas de onda específicas.

Após a absorção através da atmosfera superior e inferior terrestre, o espectro solar que atinge a superfície da Terra é composto de radiações UVB, UVA, visíveis e infravermelhas.
O Ozônio é responsável na atmosfera superior por uma absorção completa de UVC, enquanto a baixa atmosfera absorve a maior parte da UVB. No Mar Morto (400 metros abaixo do nível do mar), apenas traços de UV abaixo de
320 nm são detectados.

Entre os cromóforos, melaninas, presentes no estrato córneo e estrato Malpighi [Malpighi stratum], atuam como um filtro, protegendo outros cromóforos, como DNA, dos incidentes UVR.”

Em humanos existem dois tipos diferentes de melanina,
Eumelanina, preta ou marrom na cor, e Feomelanina, vermelha para amarela na cor,
Ito (Ito, Shosuke,Alta-performance, análise de cromatografia líquida (HPLC) de eu-e-feomelanina em melanogênese, [High-performance, liquid chromatography (HPLC) analysis of eu-and-pheomelanin in melanogenesis] J. Invest. Dermatol. 110: 166S-171S, 1993), relatou que é difícil distinguir entre a escura Eumelanina marrom e a Feomelanina castanho avermelhada por inspeção visual.
As diferenças entre os dois tipos de melanina são mais bem determinadas por diferenças no conteúdo elementar. Eumelanina tem um teor de enxofre elementar de 0-1%, enquanto Feomelanina tem um conteúdo de enxofre de
9-12%. A Presença de grandes quantidades de enxofre na Feomelanina produz importantes mudanças estruturais promovendo cadeias curtas de unidade monoméricas se comparadas às longas cadeias de unidades monoméricas encontradas na Eumelanina (Barnes, Carol, 1993).

Ito (1993) relatou, “melanossomos elipsoidais-lamelares são encontrados associados com Eumelanogênese.”
Ito também notou que embora Eumelanina e Fenomelanina sejam ambas produzidas a partir do aminoácido tirosina, o elevado teor de enxofre da Feomelanina conduz à produção de formas intermediárias de 2-S-Cisteinildopa e
5-S-Cisteinildopa que então produzem um derivado benotiazina [benothiazine] e, finalmente, Feomelanina.

Estas três formas intermediárias de Feomelanina são conhecidas por induzir cancro por ligar ao DNA sob exposição à luz UV. Eles não existem na formação de Eumelanina.

(Koch, W.H. and Chedekel, M.R., danos no DNA fotoiniciados por intermediários melanogênicos in vivo, Foto-quim.
Foto-bio. 44: pp. 703-710, 1986) Humanos com alta Feomelanina de pele tem uma alta freqüência de carcinoma de células escamosas da pele, carcinoma de células basais da pele, e em todos os países ocidentais melanomas de pele estão dobrando a cada dez anos. (Cesarini, 1988).

Em 1977, a população humana foi dividida em seis tipos pela sensibilidade da pele à reação foto-tóxica (queimadura solar) [sunburn] de pacientes psoriáticos psoraleno-UVA no dia 7 a seguir à irradiação de 1 hora do sol de meio dia em Junho sob latitude de 40 graus –

[In 1977, the human population was divided into six types by skin sensitivity to phototoxic reaction (sunburn) of psoralen-UVA psoriatic patients on Day 7 following irradiation of 1 hour of miday Sun in June under 40 degree latitude -]

– Tipo I, Caucasiano, sempre queima sem bronzeado,

Tipo II, Caucasiano, sempre queima e leve bronzeado,

Tipo III, Caucasiano, queimadura leve e bom bronzeado,

Tipo IV, Caucasiano, sem queimadura bronzeado escuro,

Tipo V, Mongolóides [Monogoloids], população do Oriente Médio e mestiços [metiss] (tipo racial humano misto), e

Tipo VI, Africanos e Pretos Americanos,

(.Meleski, J.W., Tenbaum, L., Parrish, J. A., Fitzpatrick, T.B., Bleich, H.L., and 28 participating investigators. Oral methoxypsoralen photochemotherapy for the treatment of psoriasis, J. Invest. Dermato. 68: pp. 328-335, 1997).

Estes são dados críticos pois os Caucasianos Tipos I e Tipo II apresentam um risco elevado para o desenvolvimento de várias formas de cancro da pele durante o curso da sua vida adulta, por causa de uma falta de Eumelanina de pele, e a presença de produtos tóxicos de sua Feomelanina de pele sob exposição a luz UV.

Além disso, há diferenças no número e forma de Melanossomos, a vesícula para armazenamento de Melanina dentro do Melanócito da pele. Esta vesícula é transferida para células da pele para se organizar em uma camada sobre o núcleo da célula da pele para a proteção do DNA das células da pele.

Cesarini (Cesarini, 1988) usando a definição de seis protótipos para Melanossomos encontrou que, para os Tipos I e II, os Melanossomos são redondos e em menor número, do Tipo III uma mistura de forma redonda e oval, e do Tipo VI com inúmeros Melanossomos ovóides – Os Tipos I e II têm um menos eficaz (melanossomo denso) escudo sobre o DNA da pele.

Anúncios

Sobre https://estahorareall.wordpress.com/

https://estahorareall.wordpress.com/
Esse post foi publicado em Dr. Richard King M.D., Melanina - Uma Chave Para A Liberdade e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s