Melanina – Uma Chave Para Liberdade – Capítulo XVI – Richard King, M.D. –

Melanin - Key To Freedom - capa xxxxxxx capa mela


Melanina – Uma Chave Para a Liberdade –
por Richard King M.D. –
pg. – 62 – 64 –
Melanina e a Transformação dos Cinco Sentidos

Melanina e a Transformação dos Cinco Sentidos

UM ESTUDO DA HISTÓRIA AFRICANA ANTIGA REVELA A DEFINIÇÃO AFRICANA DO SISTEMA DE MELANINA HUMANA COMO UM [INTEIRO] SANTO CORPO PRETO [HOLY BLACK BODY – HBB] QUE SERVE COMO O OLHO DA ALMA PARA PRODUZIR VISÃO INTERIOR, VERDADEIRA CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL, GÊNIO CRIATIVO, VISÃO BEATÍFICA, PARA TORNAR-SE SEMELHANTE A DEUS, E PARA TER CONVERSAÇÃO COM OS IMORTAIS (ANCESTRAIS). 

O PROPÓSITO DA ANTIGA EDUCAÇÃO AFRICANA ERA PROPORCIONAR O CONHECIMENTO (ENERGIA) E DESENVOLVIMENTO DA VONTADE (ENERGIA) DO ESTUDANTE QUE PERMITIA A SALVAÇÃO (LIBERDADE) DA ALMA DOS GRILHÕES (CORRENTES) DO CORPO FÍSICO.
(George James, Stolen Legacy [Legado Roubado], Capítulo 3, U.B. & U. S. Communications Systems).

MELANINA É O QUÍMICO DA VIDA, O QUÍMICO DA ALMA, UM CONDUTOR DE ROTATIVIDADE DINÂMICA COMO UM CORO MUSICAL [A CONDUCTOR OF DYNAMIC TURNOVER AS A MUSICAL CHOIR], UMA PORTA TRANSFÍSICA ATRAVÉS DA QUAL AS ONDAS DE ENERGIA DOS SANTOS ALMA, ESPÍRITO E MENTE PASSAM PARA TOMAR FORMA COMO O SANTO CORPO.

ANTIGOS AFRICANOS EM KEMIT (EGITO) VIAM TODO O CONTEÚDO DO AMENTA (O SUBCONSCIENTE = SUBCONSCIENTE PESSOAL [MENTE], SUPERCONSCIENTE [ALMA], INCONSCIENTE COLETIVO [ESPÍRITO] COMO PRETOS AZEVICHE NA COR.)

,
Pryse (Pryse, J.M., Apocalypse unsealed, [the drama of self conquest] [Apocalipse dês-selado –  O drama da auto conquista] Health Research, Mkelumne Hill, Califórnia, pp. 68, 33-75, 1965), em 1919, relatou
,
“Quatro planos de existência no Apocalipse, como:

(1) o Céu (Mundo Espiritual, Forças Noéticas),

(2) Os Rios e Nascentes, Mundo Psíquico (Terra, Mundo Físico, Forças Psico-Mentais,

(3) O Mar (Mundo Fantasmal [Phantasmal World], Forças Psíquicas Animais) e

(4) A Terra (Mundo Físico, Forças Vitais);

Enquanto compreendendo estes quatro está o Ar, o Empírico que é chamado o quinto mundo no sistema dos Ptolemaicos, embora ele realmente represente os três planos informes (As Três Hipóstases Deíficas) (O Dragão da Luz) – O Primeiro Logos (Amor de Deus), o Segundo Logos (Ideação Divina), e a Virgem (Substância Primordial).

Abaixo do reino do Dragão da Luz e do reino dos Quatro Ventos da Forma era composto de A Besta (Intelecto Frênico), A Prostituta (Os Elements Brutos) e O Pseudo-Profeta (Desejo).

Pryse disse: “Na construção literária (Apocalipse 1: 9) [Rev. 1:9] do Apocalipse segue-se em certa medida o Drama Grego convencional . . . Para literalistas sentimentais o Apocalipse é geralmente aceito como um registro de visões realmente vistas pelo “Vidente de Patmos.”
Isto também pode ser uma referência à Pitágoras, Yacub, ou Jacob?

É importante notar que este modelo do universo cita o quinto mundo no sistema ptolemaico. Cláudio Ptolomeu foi um astrônomo, em 130 d.C., na Biblioteca e Museu de Alexandria a partir das bibliotecas roubadas do Sistema de Mistério da Universidade Africana de Kemit, a Academia Educacional que existiu por mais de 4.000 anos antes da ocupação Grega do Egito em 332 a.C. e posterior ocupação Romana, em 30 a.C.

Assim, verifica-se que o modelo de Pryse baseia-se no modelo de Ptolomeu cujo modelo Greco-Romano continha fragmentos de livros dos antigos Videntes [Profetas] Africanos (Graus 2,3).
(Kuhn, A.B., Who Is This King of Glory, A Critical Study of The Christos-Messiah Tradition [Quem É Este Rei da Glória, Um Estudo Crítico da Tradição do Christos-Messiah], Academia imprensa, Elizabeth, New Jersey, pp. 357-275, 1944)

NO ORIGINAL E KEMÉTICO PAI DO MODELO DE PTOLOMEU (BÍBLIA, APC. 1-22) [BIBLE, REV. 1-22] O SERVIÇO DA MELANINA NO MUNDO PSÍQUICO E MUNDO ESPIRITUAL É PELO FLUXO DE ELÉTRONS ATRAVÉS DE PORTAS DE MELANINA.

[IN THE ORIGINAL AND KEMETIC PARENT OF PTOLEMY’S MODEL (BIBLE, VER. 1-22) THE SERVICE OF MELANIN IN THE PSYCHIC WORLD AND THE SPIRITUAL WORLD IS BY THE FLOW OF ELECTRONS THROUGH MELANIN DOORS].

De acordo com Bulkey (Bulkey, D.H., Na Electromagnetic Theory of Life [Uma Teoria Eletromagnética da Vida], Medical Hypothesis, 30: pp. 281-285) muitos eventos de Forma Viva não podem ser explicados apenas pelo paradigma “Vida-como-Química.”

Bulkey disse, “algumas das falhas do modelo químico atual devem ser listadas de forma a mostrar uma possível necessidade por um paradigma Vida-como-Física.

Química é baseada em ’reações’ que envolvem as transferências discretas de elétrons entre doadores e receptores . Para criar grandes moléculas se requer uma longa série de reações.

Com a física, por outro lado, pode haver fluxos de elétrons como correntes com campos magnéticos intrínsecos . . . Assim, uma Teoria Eletromagnética da Vida pode ser indicada em uma sentença com cinco elementos:

(1) as ultra-estruturas de vida são claramente eletromagnéticas;

(2) as macromoléculas são eletricamente condutoras;

(3) com fechamento de circuito [Loop] de cadeia longa, séries encadeadas, monômeros alto-dipolos vêm a ativação catalítica tipo ‘enzima’

[with loop closure of long-chain, series linked, high dipole monomers comes ‘enzyme’-type catalytic activation];

(4) com “correntes” em circuitos (não-resistivos?) vêm campos magnéticos toroidais e solenoidais; e

(5) com os campos vêm forças atrativas e repulsivas para gerar repetições e motilidades.”
. . .

Com o advento do microscópio eletrônico, vemos uma fina ultra-estrutura que poderia ser considerada descaradamente “eletromagnética”. . . Ao invés de ‘protoplasma’ vemos uma densa matriz de finos filamentos e microtúbulos, que são conectados por membrana. Eles, por sua vez consistem de espirais [coils] e espirais enroscadas [coiled coils], densos circuitos de finos filamentos helicoidais. ”
Devreotes (Devreotes, P.N., G Protein-Linked Signaling Pathways Control the Developmental Program of Dictyostelim [Proteínas G ligadas Sinalizando Processos controlam o Programa de Desenvolvimento de Dictyostelium], Neuron 12: p. 235-241, 1994) relatou: “As ações de uma grande variedade de Neurotransmissores são mediadas por sete receptores hélice (espiral) [coil] transmembranares . . . os receptores para (MELANINA =) serotonina (Melatonina Pineal), dopamina, acetilcolina, odorantes, e luz . . .
Há um novo processo . . . influxo de Ca . . . , através do qual sete receptores hélice transmembranares podem transduzir sinais .”

MELANINA É À TEMPERATURA AMBIENTE UMA PORTA TRANSFÍSICA SEMICONDUTORA/SUPERCONDUTORA PARA O FLUXO DE ELÉTRONS.

(Cope, F.W., Organic Superconductors Phenomena at Room Temperature, Some Magnetic Properties of Dyes and Graphite Interpreted as Manifestations of Viscous Magnetic Flux Lattices and Small Super Conductive Regions, [Fenômenos de Supercondutores Orgânicos à Temperatura Ambiente, Algumas Propriedades Magnéticas de Corantes e Grafite Interpretadas como Manifestação de Viscosos Entrelaçamentos de Fluxo Magnético e Pequenas Regiões Super-Condutoras], Physiological Chemistry and Physics, 13: pp. 99-110, 1981; Bynum, E.B., Transcending Psychoneurotic Disturbances: New Approaches in Psychospirituality and Personal Development [Transcendendo Distúrbios PsicoNeuróticos: Novas Abordagens em PsicoEspiritualidade e Desenvolvimento Pessoal], Harworth Press, Inc., New York, 1994).

Anúncios

Sobre https://estahorareall.wordpress.com/

https://estahorareall.wordpress.com/
Esse post foi publicado em Dr. Richard King M.D., Melanina - Uma Chave Para A Liberdade e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s