Quem é Realmente Americano?

———————————————————————

Texto traduzido a partir do jornal The Moorish Message [A Mensagem Moura],
Volume 1, Edição  1, pp. 1,2. – unicamente para fins de informação

The Moorish Message – vol. 1. – 1a

———————————————————————

figura the moorish message

.

Quem é Realmente Americano?

Tem sido muitas vezes mal interpretado [misconstrued], ao longo da história e da política, que os Americanos são os revoltantes colonos Europeus do Império Romano, que conquistaram as Américas nos últimos anos. A verdade da questão é que os colonos são nações Européias, reivindicando falsamente ser Americanos e soberanos não vinculados [sovereign freeholders]. A aplicação falsa do status de Americano pelos Europeus [Europeans misapplication of American status] tem levado os verdadeiros Americanos a abandonar todo o poder soberano e hereditariedades para as nações conquistadoras Romanas.

Os Europeus colonizadores das Américas são estrangeiros que reivindicaram toda esta terra sob as “doutrinas de descoberta” [“discovery doctrines”] e des-nacionalização dos povos indígenas ao classificá-los como índios! Os povos indígenas NÃO SÃO DA ÍNDIA! Se os povos indígenas da América fossem Índios, então esta terra seria chamada Índia! A terra é chamada de América, porque esta é e foi chamada Amaru ou Al-Moroc, pelo povo indígena, significando descendente de Morocco [Marrocos].
A partir de Al-Moroc(anos) que você tem Amaru(ka) ou América.

(Pergunta) Qual é a sua Nacionalidade?

(Resposta) Mouro Americano [Moorish American]

(Pergunta) Por que nós somos Mouros Americanos?

(Resposta) Porque nós somos descendentes de Moroccans [Marroquinos] e nascidos na América. Os povos indígenas das Américas eram Mouros [Moors] e não Índios! Os Mouros [Moors] são os povos de tonalidade oliva [olive shaded peoples] [ricos em Melanina] do planeta, a quem os colonos classificaram como negros, mestiços e latinos [negroes, colored, and latinos]. Estes são os habitantes mais antigos das Américas Norte, Sul, Central e ilhas adjacentes. Estes é que são realmente Americanos! Se alguém é descendente de Japoneses e nascido na América, isso não faz deste alguém Americano, ele ainda é Japonês. O mesmo se aplica a pessoas das nações Européias, como a Alemanha, Espanha, França, Portugal e Inglaterra que são nascidas na América. Isso não faz deles Americanos. Estas são as nações Européias, colonizadoras das Américas, que falsamente afirmam que eles são Americanos.

,

Americano: definição. Um aborígene, ou um dos vários nativos de cor-de-cobre [copper-colored natives] encontrados no continente Americano pelos descendentes de colonos Europeus. (Dicionário Universal de Webster 1937 Edition)

,

América é o nome da massa terrestre [landmass]; no entanto, o corpo político é chamado de os Estados Unidos da América. Preste bem atenção em como esta nação não tem nenhum nome de linhagem [descent name] como o México e o Canadá têm. No Canadá as pessoas são Canadenses, no México, as pessoas são chamadas Mexicanos, mas de que são chamadas as pessoas nos Estados Unidos? Estado-Unidenses?

O nome deste corpo político deve torná-lo consciente de que essas pessoas não são Americanas mas são os estrangeiros fazendo negócios sobre uma massa de terra que pertence aos antigos [ancient ones].

,

mouros com europeu.jpg

,

Os mais antigos [the ancient ones] são os Washitaw Dugdahmoundyah Muurs, a quem as nações colonizadoras da Europa se referem como Olmecas [Olmecs]. Estes Olmecas são quem nos referimos como os negros e latinos! [black and latinos!] Esta massa de terra já foi fortemente povoada pelos Mouros de pele escura [dark skinned Moors], antes da chegada Européia. Vejam alguns dos nomes usados para identificar algumas das tribos indígenas, tais como Índios “Black Foot” [“Pé Preto”] ou “Tarheel”. Estes eram Mouros [Moors]! Na costa leste da América do Norte, tivemos os índios (Mouros) Ben Ismael [Ben Ishmael] no território de Delaware (Lenape), enquanto no oeste tivemos os Califa, liderados pela rainha Califa, de onde o nome California é derivado. Estes eram todos Mouros [Moors], que são Americanos indígenas e os antepassados dos então-chamados negros de hoje.

A História deles [dos Europeus] [His-history] do comércio de escravos é um erro, quando você faz sua própria pesquisa em toda a biblioteca do Congresso, você vai encontrar tratados entre o Imperador do Marrocos e os Estados Unidos que verificam a presença de Mouros [Moors], aqui na América do Norte como cidadãos livres [free nationals] e não como escravos negros [black slaves].

Quando você explora os montes mega-líticos, dentro das Américas, há provas concretas da presença de Mouros [Moors] (os então-chamados negros [blacks]) em sua arquitetura, espelhando a mesma cultura que nossos irmãos e irmãs do outro lado do Oceano Atlântico. Esses montes são anteriores às expedições de Colombo e o comércio transatlântico de escravos. As nações de pele pálida [pale skin nations] da Europa têm escondido a verdadeira história das Américas dentro de suas organizações fraternais, palavras-de-passe [senhas] e frases místicas [fraternal organizations, mystic passwords and phrases].

,

Maat pena avestruz.jpg

,

As então chamadas “pessoas negras” [“black people”] da América do Norte não serão jamais capazes de recuperar o seu direito de primogenitura [Birthrights] enquanto se apegarem a nomes e princípios que disfarçam a escravidão.
As então-chamadas “pessoas negras” [“black people”] são os herdeiros legítimos das Américas [rightful heirs to the Americas], mas para que eles possam mesmo considerar recuperar qualquer desta terra eles devem proclamar seu nome e status nacional livre [free national name and status] e devolver os sobrenomes [e rótulos/marcas] Europeus dados pelos donos de escravos [slave holders].

(Pergunta) Cite algumas das marcas que foram colocadas sobre os Mouros do Noroeste em 1774.

(Resposta) Negro, preto, mestiço e Etíope [Negro, black, colored and Ethiopian].

As então chamadas “pessoas negras” [“black people”] da América do Norte são indígenas, bem como os então chamados índios (Nativo Americanos), que são todos da mesma família Asiática.

É de grande importância, que as nossas pessoas estejam conscientes de que as classificações tais como negro, preto, mestiço, latino, e índios, são, todas, termos impróprios [misnomers] que não identificam corretamente os povos indígenas da América do Norte.

Sendo que esta terra não é a Índia, ninguém que afirme ser Índio [ou Indiano] [Indian] pode fazer reivindicação legal a esta terra. As únicas nações que têm uma reivindicação legítima para esta terra são as nações Mouras! [Moorish nations!] Estes são os verdadeiros Americanos!

As nações Européias receberam a permissão para fazer negócios nessas terras pelo imperador do Marrocos, que era governante sobre estes domínios durante a convenção constitucional dos Estados Unidos. A prova disso pode ser encontrada na biblioteca do Congresso, em uma carta de George Washington para o Sultão do Marrocos, datada de 1789.

A ‘história deles’ [His-story] [‘História’ como contada pelos Europeus] gosta de omitir este tipo de informação do currículo das instituições públicas para garantir que a história reconstruída [por eles] detenha peso.

Os colonistas sabem que, se você não sabe quem você é, então você não têm legitimidade legal/jurídica para fazer ou executar qualquer coisa! Esta é a tática inquisitorial que os colonistas usaram contra os povos indígenas em todo o planeta, a fim de mantê-los em sua condição atual [isto é, servidão perpétua, sob os rótulos que os privam de seu direito de nascença como legítimos herdeiros da Terra].

Se tornará então claro por que é que os Estados Unidos foram um dos três países que não assinaram a Declaração dos Direitos dos Povos Indígenas das Nações Unidas, sob a administração Bush. A Declaração de Direitos dos Povos Indígenas foi assinada pelos Estados Unidos sob a administração Obama e ela está disponível para os Mouros indígenas para ser usada em re-construção da nação.

Reconheça que você é uma nação!
Volte para um envolvimento constitucional de governo e recupere seu vasto estado
[get yourself back into a constitutional fold of government and reclaim your vast estate].
As nações Européias são gratas para reivindicar o seu status como um Americano uma vez que você não o reivindique.
A caneta é mais poderosa que a espada, proclame seu status e tome de volta o que é seu …

Paz

.
Grand Sheik Messiah Aziz El

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Sobre https://estahorareall.wordpress.com/

https://estahorareall.wordpress.com/
Esse post foi publicado em Sem categoria, Taj Tarik Bey, The Moorish Message. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s